PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Maduro se despede de Havana após visita surpresa

30/10/2018 22h25

Havana, 30 out (EFE).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, deixou Havana nesta terça-feira, após uma visita não anunciada e de duração desconhecida na qual se reuniu com Raúl Castro, ex-presidente e líder do Partido Comunista de Cuba.

Maduro embarcou na tarde desta terça-feira no aeroporto internacional José Martí de Havana, segundo uma breve nota da Agência Cubana de Notícias, que detalha que o general "o transmitiu um saudação do presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, que nesse momento presidia uma reunião do Conselho de Ministros".

O texto acrescenta que a visita coincide com o 18º aniversário da assinatura do convênio de cooperação Cuba-Venezuela adotado pelos já falecidos ex-presidentes Fidel Castro, de Cuba, e Hugo Chávez, da Venezuela.

A estada do governante venezuelano não foi anunciada, por isso se desconhece quanto tempo passou na ilha. Quem teve a presença divulgada foi o vice-presidente econômico da Venezuela, Tareck El Aissami, por causa da 36ª Feira Internacional de Havana.

Aissami se reuniu com Díaz-Canel, segundo uma nota oficial divulgada nesta terça-feira pela imprensa estatal. Ambos dialogaram "sobre os laços de amizade que caracterizam as relações bilaterais" e "os principais aspectos dos vínculos econômicos, comerciais e de cooperação" entre os países.

Díaz-Canel ressaltou a Aissami "a plena e inquebrantável solidariedade" de Cuba com o país sul-americano e o seu "irrestrito apoio" ao presidente Nicolás Maduro.

A Venezuela é o principal aliado político de Cuba e na última década também foi o maior parceiro econômico, embora a crise venezuelana tenha provocado uma piora nos intercâmbios comerciais e a diminuição dos envios de petróleo a preços subsidiados de Caracas a Havana.

Internacional