Ataque com faca deixa 1 morto e 2 feridos em Melbourne

(Atualiza com novos dados e declarações de testemunhas)

Sydney (Austrália), 9 nov (EFE).- Uma pessoa morreu e outras duas foram hospitalizadas depois que um homem as esfaqueou em uma movimentada rua da cidade australiana de Melbourne, informaram nesta sexta-feira fontes policiais.

David Clayton, porta-voz da polícia do estado de Victoria, cuja capital é Melbourne, confirmou em entrevista coletiva que um agente disparou contra o suposto agressor no peito e que este se encontra em estado grave em um hospital.

"A polícia respondeu ao incidente e quando se aproximou do local dos fatos, viram o homem que portava uma faca e ameaçava os pedestres", detalhou o porta-voz.

"A polícia não procura ninguém mais neste momento", acrescentou Clayton, explicando que, por enquanto, não foi determinado se o incidente tem vínculos com o terrorismo, mas ressaltando também que "a investigação segue aberta e não descartamos nenhuma possibilidade".

O ataque aconteceu por volta de 16h20 (horário local, 4h20 de Brasília) quando o detido saiu com uma faca de um veículo em chamas após chocá-lo contra a entrada de um shopping da movimentada rua Bourke.

O agressor atacou então vários pedestres, um dos quais morreu no local.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram o veículo em chamas deslocando-se lentamente para a calçada, assim como as agressões de um homem alto vestido de calça branca e túnica preta enquanto a polícia tenta impedi-lo.

"Vi o carro em chamas. As pessoas corriam e gritavam", disse uma testemunha ao "Canal 9" da televisão local.

Outro testemunha explicou à emissora "ABC" que saiu correndo do local onde trabalha depois de ouvir o que parecia um disparo e encontrou um dos feridos.

"Havia um homem mais velho na minha frente, literalmente aos meus pés. E havia muito sangue", explicou esta testemunha, que acrescentou que vários pedestres tentavam ajudar o ferido, mas que "não sabiam o que fazer porque evidentemente a situação era um caos".

As autoridades pediram aos residentes de Melbourne que evitem ir ao centro da cidade, onde foram suspensos alguns serviços de bonde e foi cancelada uma atividade pré-natal de uma das principais redes comerciais.

A rua Bourke já foi palco em 20 de janeiro de 2017 de um atropelamento deliberado no qual seis pessoas morreram, entre elas um bebê e uma menina de dez anos, cometido supostamente por um homem de 28 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos