PUBLICIDADE
Topo

EUA investigam surto de salmonella na véspera do Dia de Ação de Graças

21/11/2018 17h35

Washington, 21 nov (EFE).- Autoridades dos Estados Unidos estão investigando um surto de salmonelose vinculado à carne de peru na véspera do Dia de Ação de Graças, quando a ave é um dos pratos mais consumidos no país.

Uma pessoa morreu no início deste mês na Califórnia em decorrência do problema e outras 164 foram contaminadas em 35 estados do país, sendo que 63 tiveram que ser internadas.

As autoridades de saúde ainda não conseguiram identificar a origem do surto, que poderia proceder de aves vivas ou de produtos crus derivados do peru. As infecções por salmonelose provocam problemas gastrintestinais e febre nas 48 horas seguintes ao consumo do alimento e os sintomas podem ser mais forte em crianças e idosos.

Ontem, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) pediram para que a população não consuma alface romana devido a um surto da bactéria escherichia coli. Ao todo, 32 casos foram detectados e 13 pessoas foram hospitalizadas em 11 estados por causa dessa bactéria.

Os casos dos Estados Unidos e outros 18 notificados no Canadá "indicam que a alface romana é uma fonte provável do surto" de escherichia coli, segundo o comunicado dos CDC.