PUBLICIDADE
Topo

Filhos de ex-presidente do Panamá são detidos em Miami

21/11/2018 15h59

Miami, 21 nov (EFE).- Os dois filhos do ex-presidente do Panamá Ricardo Martinelli, Ricardo Alberto e Luis Enrique, foram detidos em Miami e serão apresentados nesta quarta-feira a um juiz federal, informaram à Agência Efe fontes próximas da família.

As fontes, que pediram para não serem identificadas, contaram que Ricardo Alberto e Luis Enrique Martinelli Linares foram detidos na segunda-feira nos arredores de Miami.

A detenção não foi confirmada até agora por fontes oficiais dos Estados Unidos.

O governo do Panamá solicitou em junho aos EUA a extradição dos irmãos Martinelli para que respondam por um suposto caso de corrupção envolvendo a empreiteira brasileira Odebrecht.

O ex-presidente Martinelli (2009-2014) foi extraditado este ano dos EUA para o Panamá para responder pelos crimes de interceptação ilegal e enriquecimento ilícito, pelos quais foi detido em 2017 em sua residência em Coral Gables, cidade vizinha a Miami.

"Os rapazes não iam fugir. Iam passear em seu iate como fazem sempre", disse à Efe a fonte, ao comentar as informações veiculadas na imprensa de que eles foram detidos quando estavam prestes a entrar na embarcação "White Shark" em uma marina em Coral Gables.

Ricardo Alberto e Luis Enrique Martinelli Linares serão apresentados a um juiz federal americano em uma tribunal no centro de Miami, o mesmo lugar onde aconteceu o julgamento de extradição de seu pai.

Pelo caso Odebrecht, 63 pessoas estão sendo processadas no Panamá, entre elas os dois filhos do ex-presidente Martinelli, que também tem uma filha.

A Odebrecht, que chegou ao Panamá em 2006 e tem mais de 10 mil funcionários no país, é a principal prestadora de serviços ao Estado panamenho e atualmente executa obras cujos contratos superam US$ 3 bilhões.