PUBLICIDADE
Topo

Sobrevivente mais velho de Pearl Harbor morre aos 106 anos

21/11/2018 20h19

San Diego (EUA), 21 nov (EFE).- Veterano da Marinha dos Estados Unidos e sobrevivente mais velho do ataque do Japão a Pearl Harbor em 1941, Raymundo Chávez morreu nesta quarta-feira aos 106 anos.

Ray, como ficou conhecido, se alistou na Marinha aos 27 e morreu enquanto dormia na madrugada de hoje, informou sua filha, Kathleen Chávez, ao jornal americano "San Diego Union-Tribune".

Em maio, o veterano foi recebido na Casa Branca pelo presidente do país, Donald Trump, que o parabenizou pelo serviço e celebrou a longa vida de Raymundo Chávez.

Ray era o sobrevivente mais velho do ataque que levou os Estados Unidos a entrar na Segunda Guerra Mundial. Em 2016, ele viajou a Honolulu, no Havaí, para a celebração do 75º aniversário do incidente histórico. O veterano dizia que se lembrava de cada detalhe daquele 7 de dezembro de 1941.

Ao completar 105 anos, Ray recebeu cartas de Trump, que o chamou de "tesouro da nação", e dos ex-presidentes George H.W. Bush, George W. Bush, Jimmy Carter e Bill Clinton.

Natural na cidade de San Bernardino em 1912, Ray se mudou para San Diego, no sul do estado, onde voltou a viver depois de cumprir o serviço na Marinha. No local, abriu uma loja de jardinagem até completar 96 anos, quando decidiu se aposentar.

Em entrevista concedida à Agência Efe no ano passado, Ray atribuiu a longevidade a uma vida saudável, afastada dos bons hábitos, e aos exercícios que fazia dois dias por semana.