PUBLICIDADE
Topo

Causa de atropelamento com 5 mortos na China pode ter sido discussão conjugal

23/11/2018 04h16

Pequim, 23 nov (EFE).- O atropelamento múltiplo que deixou cinco mortos e 19 feridos às portas de uma escola da cidade chinesa de Huludao pode ter sido causado por uma discussão entre o motorista do veículo e sua mulher, afirmaram fontes policiais citadas nesta sexta-feira pelo jornal "Caixin".

O acidente aconteceu por volta do meio-dia de ontem, quando um grande número de crianças saía do colégio. Três dos feridos se encontram em estado grave.

Aparentemente, o suposto responsável pelo atropelamento, Han Jihua, de 29 anos e desempregado, tentou fugir do local, mas foi detido logo depois pela polícia.

Han foi descrito pela polícia como uma pessoa com um perfil introvertido, paranoico, de caráter fechado e com tendências suicidas.

No incidente, registrado em imagens gravadas por uma câmera de segurança e divulgadas em redes sociais, é possível ver como como o veículo se desvia e atinge em grande velocidade uma multidão em frente à escola, situada na província de Liaoning.

Apesar de a China tentar sempre manter sua imagem de país seguro, os ataques em centros escolares são bastante comuns.

O último deles ocorreu no último dia 26 de outubro, quando uma mulher de 39 anos feriu com uma faca de cozinha 14 crianças em uma creche no município de Chongqing, no oeste do país.