PUBLICIDADE
Topo

EI reivindica atentado em mesquita em base militar no Afeganistão

24/11/2018 12h56

Cairo, 24 nov (EFE).- O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assumiu neste sábado a autoria do atentado cometido ontem em uma mesquita no interior de uma base do Exército do Afeganistão na província de Khost, no leste do país.

A agência "Amaq", vinculada ao EI, indicou em comunicado divulgado através do Telegram, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, que o ataque suicida causou a morte de pelo menos 50 soldados do exército afegão e outros 110 ficaram feridos.

Por sua vez, o porta-voz do governador de Khost, Talib Mangal, afirmou ontem que nove militares afegãos morreram e 23 ficaram feridos na explosão.

O Afeganistão atravessa um de seus períodos mais sangrentos desde o fim da missão de combate da Otan em janeiro de 2015.