PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Opositor tem candidatura negada em eleições regionais na Rússia

24/11/2018 08h18

Moscou, 24 nov (EFE).- A Comissão Eleitoral de Primorie, com capital em Vladivostok, negou neste sábado o registro da candidatura do opositor Andrey Ischenko nas eleições para governador de tal região russa depois que os resultados do pleito anterior foram cancelados por várias regularidades.

Ischenko, que alega que não venceu na votação de setembro devido a fraude, não poderá participar das eleições de 16 de dezembro por não ter atingido o mínimo de assinaturas de deputados necessárias para registrar sua candidatura.

Segundo a comissão, o opositor apresentou 134 assinaturas válidas, quando eram necessárias 140, já que 11 das assinaturas coletadas por Ischenko pertencem a deputados que já tinham dado apoio a outro candidato.

"Eu já esperava, já que o sistema só aceita os seus", comentou à imprensa Ischenko, que lembrou que "para que a votação seja legítima" o candidato governista devem enfrentar "dignos".

A comissão anunciou o registro do candidato do Kremlin, Oleg Kozhemiako, e de outros quatro políticos sem nenhuma chance de vitória, segundo a imprensa local.

Ischenko, que tinha sido o candidato dos comunistas no primeiro pleito, se apresentava agora como candidato independente, o que prejudicou suas chances de passar pelo crivo municipal, algo que conseguiu sem maiores problemas há dois meses.

A imprensa denuncia que os comunistas chegaram a um acordo com o Kremlin, que lhes exigiu retirar o apoio a Ischenko em troca de certas vantagens.

Internacional