PUBLICIDADE
Topo

Internacional

EUA afirmam que suposto migrante de caravana jogou pedras contra autoridades

25/11/2018 00h17

Washington, 24 nov (EFE).- O Departamento de Justiça dos Estados Unidos afirmou neste sábado que um suposto membro de uma das caravanas de migrantes que há semanas atravessam o México cruzou ilegalmente a fronteira e jogou pedras contra as autoridades alfandegárias quando estas tentaram fazer sua detenção.

Os fatos aconteceram na madrugada da sexta-feira, nas proximidades de Juma, uma cidade na fronteira sudoeste do Arizona, depois que agentes de fronteira detectaram pegadas no deserto, próximas à cerca que separa ambos os países.

"Os agentes informaram por rádio ao Escritório de Alfândegas e Proteção Fronteiriça (CBP) e solicitaram apoio de um helicóptero do Corpo de Fuzileiros navais, que apareceu pouco depois. Os agentes rastrearam o suspeito durante uma milha (cerca de 1,6 quilômetro) até encontrá-lo perto de uma árvore", afirmou o Departamento de Justiça em comunicado divulgado neste sábado.

Nesse momento "o homem subiu na árvore e começou a jogar pedras contra os agentes", acrescenta a nota, que não esclarece, no entanto, de onde saíram as pedras.

"Nem os agentes nem o helicóptero foram atingidos", diz o comunicado.

Uma vez sob custódia, o homem, de 31 anos, foi levado ao Centro de Processamento Central de Juma, onde afirmou proceder de Honduras e ter percorrido o México como parte da caravana de migrantes que deixou o país no dia passado 13 de outubro.

Internacional