PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Reino Unido não mudará de posição sobre soberania de Gibraltar

25/11/2018 10h45

Londres, 25 nov (EFE).- O governo do Reino Unido afirmou neste domingo que "não mudou nem mudará" sua posição em relação à soberania britânica de Gibraltar.

Em comunicado divulgado hoje, o governo da primeira-ministra Theresa May se mostrou, no entanto, "contente" por ter esclarecido com a Espanha a controvérsia a respeito do artigo 184 do acordo do "Brexit", a saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

O governo especificou que o compromisso de negociar a relação futura contido nesse ponto do documento não significava que essa relação tinha automaticamente o mesmo alcance territorial que o acordo de saída, como foi interpretado pelo governo espanhol.

"Esta nunca foi a intenção desse artigo e, portanto, nos agrada dar a clareza que os espanhóis queriam", diz o comunicado, depois que ontem o governo britânico publicou um esclarecimento para tal ponto, o que fez com que a Espanha suspendesse o veto sobre o acordo, aprovado hoje no Conselho Europeu.

Contudo, o Reino Unido afirmou que esse esclarecimento "não muda o compromisso" do país de negociar uma relação futura que "funcione para toda a família do Reino Unido, incluindo Gibraltar".

"Nossa posição sobre a soberania permanece e permanecerá sem mudanças" insistiu o Executivo britânico, e lembrou que seu "compromisso" de não entrar em discussões de soberania com a Espanha sem o consentimento de Gibraltar é "absoluto e inquebrável".

O ministro-chefe de Gibraltar, Fabian Picardo, disse que "todos os aspectos da resposta do Reino Unido foram estipulados com o governo de Gibraltar".

"Trabalhamos perfeitamente juntos nisto, como fizemos em todos os demais aspectos deste período de negociação de dois anos", afirmou.

Além disso, Picardo comemorou o fato de o texto legal da minuta do acordo de retirada "não ter sido modificado" - porque o esclarecimento sobre o artigo 184 não está incluído no texto, mas é um documento por escrito independente.

"Isso é o que o governo espanhol buscou repetidamente. Mas não conseguiram. O Reino Unido não nos desapontou. Theresa May não nos desapontou", acrescentou.

Internacional