PUBLICIDADE
Topo

Justiça da Argentina confirma processos contra filho e viúva de Pablo Escobar

27/11/2018 23h28

Buenos Aires, 27 nov (EFE).- A Justiça da Argentina confirmou nesta terça-feira que os processos abertos contra a víuva e o filho do narcotraficante colombiano Pablo Escobar por lavagem de dinheiro utilizando empresas do país terão continuidade.

A Primeira Sala da Câmara Federal de San Martín confirmou a sequência das acusações de María Isabel Santos Caballero, víuva de Escobar, e Juan Marroquín Santos, filho do narcotraficante morto em 1993. Outro processado no caso é o ex-jogador Mauricio Serna, conhecido pelas passagens por Boca Juniors e seleção colombiana.

O caso ficou conhecido como "Gangue do Los Angelitos", uma referência ao famoso café temático de Buenos Aires comprado pelos investigados e usado no esquema de lavagem de dinheiro. O local foi alvo de uma operação de busca e apreensão em setembro.

A Justiça da Argentina, segundo o jornal "Clarín", já condenou o investidor imobiliário argentino Mateo Corvo Dolcet por crimes cometidos no mesmo caso. Agora, ele está em prisão domiciliar.

María Victoria Henao e Pablo Escobar Filho mudaram de identidade quando chegaram à Argentina em 1994. Agora, ela, com 57 anos, e o filho, de 41, estão sendo acusados pelos mesmos crimes. Os nomes dos dois estavam em uma lista entregue por Dolcet às autoridades.

Já o ex-jogador da seleção colombiana é acusado de ter participado das negociações de três lotes nos bairros de Moreno e General Rodríguez, ambos em Buenos Aires, que teriam ligação com o dinheiro do narcotráfico.