PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump diz que ex-advogado é "pessoa frágil", que quer "uma redução de pena"

29/11/2018 14h33

Washington, 29 nov (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, qualificou nesta quinta-feira seu ex-advogado pessoal, Michael Cohen, como uma "pessoa frágil" que mente para conseguir "uma redução de pena", depois que este se declarou culpado de não ter dito a verdade ao Congresso durante a investigação da trama russa.

Trump fez a afirmação aos jornalistas na Casa Branca, antes de partir de viagem à Argentina, onde vai participar da Cúpula do G20.

O ex-advogado pessoal de Donald Trump se apresentou hoje em um tribunal federal em Nova York para admitir sua culpa em um novo processo judicial, o primeiro que o acusa o promotor especial da investigação da trama russa, Robert Mueller.

Internacional