PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Um homem e 14 mulheres protagonizam "cúpula de cônjuges" do G20

29/11/2018 10h03

María Paulina Rodríguez.

Buenos Aires, 29 nov (EFE).- Um homem e 14 mulheres acompanharão seus respectivos cônjuges durante a Cúpula de Líderes do G20 desta semana, mas, além de apoiar-lhes no seu trabalho político e diplomático, aproveitarão o encontro em Buenos Aires de um ponto de vista cultural, artístico, gastronômico e social.

Enquanto são apenas duas mulheres as que integrarão a mesa de deliberações do grupo que reúne as 20 maiores economias desenvolvidas e emergentes - a chanceler alemã, Angela Merkel, e a primeira-ministra britânica, Theresa May -, 14 serão as que chegarão para acompanhar os líderes do sexo masculino.

O único "primeiro-damo" será o marido de Merkel, o catedrático Joachim Saur.

Não faltarão as que já se destacaram como protagonistas da cúpula anterior, em Hamburgo (Alemanha) em 2017: a ex-professora de Literatura e Teatro, Brigitte Macron, e a ex-modelo Melania Trump, esposas, respectivamente, do presidente francês, Emmanuel Macron, e do seu homólogo americano, Donald Trump.

Também estarão presentes as esposas dos líderes de China, Japão e Coreia do Sul, que casualmente procedem do mundo das artes: a cantora Peng Liyuan, a ex-DJ Akie Abe e a cantora de música clássica Kim Jung-sook.

Como anfitriã da "cúpula de cônjuges", Juliana Awada, esposa do presidente argentino, Mauricio Macri, liderará o Programa de Acompanhantes do G20, que "mostrará o melhor da arte, da cultura e da gastronomia de América Latina".

A agenda prevista começará na próxima sexta-feira em Villa Ocampo, antiga casa da escritora Victoria Ocampo, uma das figuras culturais mais importantes da Argentina.

Em 1973, a escritora doou a propriedade à Unesco com a premissa de projetar sua visão e a promoção da cultura.

Após uma visita pela mansão e seu amplo jardim, os participantes degustarão um típico almoço argentino preparado pelo reconhecido chef Francis Mallmann.

Ao cair da tarde, os cônjuges se transferirão junto aos líderes ao Teatro Colón, um dos grandes ícones da cidade de Buenos Aires, onde acontecerá um espetáculo cultural e um jantar.

No sábado pela manhã continuarão as atividades dos casais com uma visita ao Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires e depois compartilharão um almoço a cargo dos chefs Fernando Trocca, Guido Tassi e Javier Rodríguez.

Para o encerramento, Awada apresentará diante dos seus pares um projeto inédito que une arte e infância no qual participam dez artistas argentinos e que será realizado no marco do Plano Nacional de Primeira Infância.

Este pretende combater um dos maiores desafios enfrentados pela região: garantir que todos os meninos e meninas do país tenham acesso a oportunidades iguais para satisfazer suas necessidades nutricionais, sociais e educativas.

A lista de participantes é completada pela mulher do primeiro-ministro do Canadá, Sophie Grégoire Trudeau; a do vice-presidente da Indonésia, Mufidah Jusuf Kalla; a esposa do presidente do Conselho Europeu, Malgorzata Tusk; a primeira-dama da Turquia, Emine Erdogan, e sua homóloga mexicana até o final do mês, a atriz Angélica Rivera, já que seu marido, Enrique Peña Nieto, entregará a presidência em dezembro a Andrés Manuel López Obrador.

Além disso, segundo dados atualizados pela organização, os eventos também contarão com a presença de Ho Ching, mulher do primeiro-ministro de Singapura - país convidado em representação de Associação de Nações do Sudeste Asiático.

Na Cúpula do G20 não só participam os países-membros e convidados, mas também chegam os mais altos representantes de organismos internacionais.

Portanto, até Buenos Aires, se deslocarão também a mulher do presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, María Gabriela Sigala, e a esposa do presidente do Conselho de Estabilidade Financeira do G20, Daniela Carney.

No total, 14 mulheres e um homem com dispares trajetórias e personalidades, que nos seus respectivos países também exercem um papel transcendental para os direitos humanos e as políticas das suas comunidades.

Internacional