Topo

G7 pede liberação de marinheiros ucranianos capturados pela Rússia

2018-11-30T14:03:00

30/11/2018 14h03

Toronto, 30 nov (EFE).- Os países do G7 e da União Europeia (UE) pediram nesta sexta-feira à Rússia a libertação dos marinheiros e embarcações da Ucrânia capturados no domingo passado pelas autoridades da Rússia no Mar Negro.

Em comunicado, os ministros das Relações Exteriores da Alemanha, Canadá, França, Itália, Japão, Reino Unido e Estados Unidos, assim como a Alta Representante da União Europeia, disseram que "não há justificativa para o uso da força militar contra as embarcações ucranianas e seu pessoal naval".

Os países do G7 e da UE também pediram à Rússia que deixe de "impedir a passagem legal através do estreito de Kerch".

"Mais uma vez, o G7 reitera que não reconhecemos nem nunca reconheceremos a anexação ilegal da península da Crimeia por parte da Rússia e reafirmamos nosso absoluto apoio à soberania da Ucrânia e à integridade do seu território", terminou assinalando o comunicado.

No domingo passado, a Guarda-Costeira russa abriu fogo e atacou uma embarcação ucraniana e capturaram 24 marinheiros e três navios ucranianos, os quais acusaram de violação de suas águas territoriais na região do estreito de Kerch, no Mar Negro.

Mais Notícias