PUBLICIDADE
Topo

Internacional

ONG confirma prisão do jornalista alemão Billy Six na Venezuela

30/11/2018 14h50

Caracas, 30 nov (EFE).- A ONG Espacio Público ("Espaço Público"), que defende a liberdade de expressão, confirmou nesta sexta-feira que o jornalista alemão Billy Six foi detido há dias na Venezuela, acusado de rebelião e espionagem, e que o processo tramita em um tribunal militar, o que a organização considera "um despropósito".

"Um tribunal militar está julgando um civil, o que não é legal nem legítimo", afirmou Marysabel Rodríguez, coordenadora do programa de observação social da ONG, ao explicar que o tribunal terá "alguns dias" para provar as acusações contra o jornalista.

Segundo a imprensa local, o jornalista foi detido por agentes da Direção Geral de Contrainteligência Militar (Dgcim) em um bar da cidade de Los Taques, no estado de Falcón, no noroeste do país.

Billy Six documentava a crise e a emigração de venezuelanos, fenômenos que constatou em dezembro do ano passado e em junho deste ano, de acordo com os vídeos publicados em seu canal no Youtube.

Rodríguez também disse à Agência Efe que são estudadas duas hipóteses sobre a prisão do alemão: que ele tirou uma foto "próxima" ao presidente Nicolás Maduro ou que foram encontrados arquivos "suspeitos" em seu telefone celular. Na visão de Rodríguez, a detenção quando se exerce a liberdade de expressão deve ser "o último recurso".

De acordo com a ONG, Billy Six está recluso na sede do serviço de inteligência (Sebin) em Caracas, está incomunicável e sendo assistido por um defensor público. De acordo com algumas versões, o jornalista está com dengue.

Billy Six é um jornalista, escritor e documentarista que cobriu conflitos e crises de pelo menos 70 países, entre eles Líbia, Ucrânia e Síria.

Em território sírio, foi detido pelas forças de segurança do Estado entre dezembro de 2012 e março de 2013, segundo revelou o próprio jornalista em 2016 a um canal no Youtube.

Internacional