Topo

Argentina mostra otimismo para conseguir consenso na declaração final do G20

01/12/2018 15h12

Buenos Aires, 1 dez (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Argentina, Jorge Faurie, disse neste sábado que os diplomatas do país trabalharão até o último minuto para conseguir os consensos necessários para elaborar a declaração final da cúpula de líderes do G20, que se encerra na noite de hoje, em Buenos Aires.

"Esse é o momento final. Sei que há uma grande expectativa sobre a publicação do comunicado que encerrará esse G20. Isso é algo sobre o qual trabalharemos até o último minuto", disse o chanceler em entrevista coletiva.

O ministro da Fazenda, Nicolás Dujovne, afirmou na mesma entrevista que os avanços conseguidos até o momento são "significativos" e reforçou o discurso do companheiro de governo, ressaltando que todos trabalharão até o fim no documento final.

"Conseguimos avanços importantes no consenso em matéria de comércio e estamos trabalhando também, em um esforço de último momento, para um consenso na questão do clima", disse Faurie.

Dujovne disse que o governo da Argentina está otimista em elaborar um comunicado final que expresse ideias consensuais dos participantes sobre questões de comércio, um dos temas mais complicados da reunião devido ao recente conflito tarifário entre Estados Unidos e China.

"Esperamos que as tensões comerciais que apareceram no último ano possam diminuir. Isso é positivo para todo o mundo", afirmou o ministro de Fazenda da Argentina na entrevista.

A segunda reunião entre os líderes do G20 começou na tarde deste sábado e deve se encerrar antes do início da noite. Ao fim do evento, a Argentina passa a presidência do grupo ao Japão.