Topo

López Obrador promete lutar contra corrupção pública e privada no México

01/12/2018 17h00

Cidade do México, 1 dez (EFE).- O novo presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, prometeu neste sábado, em seu primeiro discurso depois de tomar posse, lutar contra a corrupção pública e privada no país.

"Nos últimos 36 anos predominou uma imunda corrupção pública e privada no México. Agora, dentro de uma mudança de regime político, lutaremos para devolver a tranquilidade do país", afirmou.

"Nada prejudicou mais o México do que a desonestidade dos governantes", continuou López Obrador no discurso, pouco depois de receber a faixa presidencial de Enrique Peña Nieto.

No evento realizado no Congresso, López Obrador disse a deputados e senadores que dá início hoje a uma revolução no México.

"Sem querer parecer pretencioso ou exagerado, hoje não só inicia um novo governo. A partir de agora realizaremos uma transformação pacífica e ordenada, mas ao mesmo tempo profunda e radical, porque acabaremos com a corrupção e com a impunidade que impedem o renascimento do México", ressaltou López Obrador.

Primeiro político de esquerda a chegar ao poder no México, López Obrador voltou a afirmar que conduzirá o México à "quarta transformação" após a independência. E destacou que quer transformar a honestidade e a fraternidade em uma "forma de vida" no país.

Na sequência, o novo presidente criticou o modelo econômico neoliberal adotado pelos últimos governos. "Foi um desastre, uma calamidade para a vida pública", apontou López Obrador.

Para o líder do Movimento de Regeneração Nacional (Morena), o neoliberalismo provocou a "imunda corrupção pública e privada".

"O símbolo do neoliberalismo é a corrupção. Soa forte, mas as privatizações no México foram sinônimo de corrupção", criticou.