Topo

Presidente da China quer abrir "nova era" nas relações com a Argentina

02/12/2018 15h32

Buenos Aires, 2 dez (EFE).- Argentina e China assinaram neste domingo 30 acordos em áreas como economia, comércio e exportações depois de uma reunião entre os presidentes dos dois países, Mauricio Macri e Xi Jinping, respectivamente.

Depois do encontro na residência oficial da presidência, nos arredores de Buenos Aires, Xi afirmou que quer abrir uma "nova era" nas relações com a Argentina, destacou que os dois países são relevantes no cenário global e pediu que Macri o apoie a promover o livre-comércio e o multilateralismo no mundo.

Xi, que se reuniu ontem com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, destacou hoje ao lado de Macri que os acordos assinados entre China e Argentina darão um "novo impulso" na cooperação bilateral.

Apesar de ter acertado ontem com Trump uma "trégua" na guerra comercial com os Estados Unidos, o conflito segue aberto. Sem citar especificamente as negociações com o presidente americano, Xi se limitou a dizer que o "espírito do G20" deve ser mantido.

"Devemos fazer valer o espírito da solidariedade do G20, fixando definitivamente a defesa do multilateralismo e do livre-comércio para construir uma economia mundial aberta e fomentar a prosperidade global", disse Xi em entrevista coletiva.

Já Macri afirmou que os dois países são "complementares" e que, com os acordos assinados, China e Argentina têm pela frente a missão de ampliar o comércio e os investimentos bilaterais, um trabalho que deve ser feito dentro de uma agenda de longo prazo.