Topo

Pentágono informa morte de soldado dos EUA no Afeganistão

03/12/2018 17h01

Washington, 3 dez (EFE).- O Departamento de Defesa dos Estados Unidos informou a morte nesta segunda-feira de um soldado no Afeganistão, onde as forças americanas lutam contra o jihadismo na "Operação Sentinela da Liberdade".

O sargento Jason Mitchel McClary, de 24 anos, morreu hoje "devido aos ferimentos causados por uma bomba improvisada" que explodiu no dia 27 de novembro no distrito de Andar, na província de Ghazni, no leste do país, informou o Pentágono em comunicado.

"O incidente está sob investigação", acrescenta a nota.

McClary, que era da cidade de Export (Pensilvânia), fazia parte do primeiro batalhão do 38º Regimento de Infantaria, que tem sua base no quartel de Carson, no estado do Colorado.

Segundo os últimos números divulgados pelo Pentágono, os EUA mantêm cerca de 14 mil militares no Afeganistão.

A maioria destas tropas está integrada na coalizão internacional liderada pelos EUA no Afeganistão, composta por mais de 60 países, que combate o terrorismo na operação "Resolute Support", que conta com a aprovação de uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Além disso, o Pentágono tem outras tropas desdobradas que executam de maneira independente a 'Operação Sentinela da Liberdade.

Pelo menos 2.400 americanos morreram neste conflito, que começou no final de 2001.