PUBLICIDADE
Topo

Internacional

EUA e aliados emitirão condenação contra espionagem da China, diz jornal

20/12/2018 13h31

Washington, 20 dez (EFE).- Os Estados Unidos e mais de 12 países aliados emitirão presumivelmente nesta quinta-feira um comunicado conjunto de condenação contra a ciberespionagem industrial da China, informou hoje o jornal americano "The Washington Post".

A rejeição desses países terá como referência os supostos esforços constantes de Pequim de espionar outros países e indústrias estrangeiras em matéria comercial, especialmente no âmbito tecnológico, de forma irregular, segundo fontes "ocidentais" citadas pelo jornal americano.

De acordo com essa informação, entre os países signatários deste comunicado conjunto estão Reino Unido, Austrália, Canadá, Japão e Alemanha, territórios que foram alvo de supostas campanhas de espionagem da China, que teria utilizado hackers contra empresas de segurança cibernética e de tecnologia.

Além do pronunciamento internacional, o "Washington Post" também assinalou que os EUA, entre outras medidas, anunciarão acusações contra hackers vinculados ao setor de inteligência de Pequim.

Segundo a publicação americana, o movimento dos EUA é uma resposta ao suposto descumprimento de uma promessa que a China fez em 2015, quando se comprometeu a conter seus ataques eletrônicos destinados a obter benefícios econômicos diante da ameaça de Washington de impor sanções por roubo de segredos comerciais.

Caso realmente aconteçam, essas ações chegariam em um momento crítico nas relações com a China, com quem os EUA estão imersos em uma guerra comercial desde julho.

No dia 1º de dezembro, o presidente da China Xi Jinping e o americano Donald Trump mostraram em Buenos Aires seu lado mais amistoso e estabeleceram uma trégua na guerra comercial à espera de novas negociações. EFE

Internacional