PUBLICIDADE
Topo

Incidentes em protestos na Catalunha deixam 11 detidos e 32 feridos

21/12/2018 14h04

Barcelona (Espanha), 21 dez (EFE).- Onze pessoas foram detidas e 32 ficaram feridas, nenhuma gravemente, nos incidentes ocorridos nesta sexta-feira durante os protestos de separatistas catalães contra a presença do Governo espanhol, que se reuniu em Barcelona.

Entre os feridos estão 20 agentes da polícia regional da Catalunha e um jornalista agredido por um manifestante, enquanto outras quatro pessoas foram levadas a um hospital, informou o Sistema de Emergências Médicas.

Segundo fontes policiais, nove dos manifestantes foram detidos em vários incidentes ocorridos na cidade, e outros dois quando participavam do bloqueio da estrada AP-7 na província catalã de Tarragona.

Os manifestantes levantaram barricadas e jogaram grades e pedras contra as forças de segurança.

Um dos detidos em Barcelona portava material que poderia ser utilizado para elaborar um bomba incendiária ou explosiva.

A empresa que administra a AP-7 levará de seis a oito horas para reparar o asfalto que foi danificado no trecho bloqueado.

As mobilizações foram convocadas pelos denominados "Comitês de Defesa da República" (CDR), grupos organizados de separatistas radicais.

Centenas de pessoas se concentraram em vários pontos de Barcelona e nas proximidades do edifício onde o Governo espanhol, presidido pelo socialista Pedro Sánchez, realizou a reunião semanal de ministros - que habitualmente acontece em Madri - como gesto para diminuir a tensão com as autoridades independentistas catalãs.

No início da manhã, mais de 20 trechos de estradas catalãs tinham sido bloqueadas e aconteceram os primeiros problemas no trânsito de Barcelona por conta dos protestos dos CDR.

Segundo a polícia local, mil pessoas se concentraram na cidade catalã de Gerona como parte dessas mobilizações. EFE