PUBLICIDADE
Topo

Netanyahu afirma que Israel continuará atacando alvos iranianos na Síria

26/12/2018 13h13

Jerusalém, 26 dez (EFE).- O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse nesta quarta-feira que seu país seguirá atacando de forma "poderosa" alvos iranianos na Síria, depois que os bombardeios de ontem à noite no país vizinho foram atribuídos ao exército israelense.

"Não permitiremos que o Irã se fortaleça na Síria para conduzir ações contra nós. Trabalhamos contra isso de forma contínua e poderosa, inclusive nestes dias", declarou o líder israelense em cerimônia de graduação de pilotos da força aérea.

As declarações acontecem depois que a Rússia acusou Israel de realizar ações "provocativas" na Síria, em referência aos ataques de ontem à noite contra supostos depósitos de armas da milícia xiita Hezbollah, aliada do Irã, perto de Damasco.

Netanyahu advertiu recentemente que a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de retirar suas tropas da Síria não mudaria a política israelense neste território.

"Nos mantemos firmes em nossas linhas vermelhas, tanto na Síria como em qualquer outro lugar", afirmou o primeiro-ministro.

O exército israelense informou ontem à noite que seu sistema de defesa disparou contra um míssil antiaéreo lançado da Síria, sem causar danos, depois que aconteceram diversos bombardeios no país árabe, que, segundo o regime de Damasco, foram realizados por Israel.

Nos últimos anos, Israel fez centenas de ataques na Síria contra alvos iranianos e de seus aliados. Esses ataques diminuíram depois que um avião militar russo foi derrubado em setembro pela defesa aérea síria durante um ataque israelense na cidade de Latakia, o que causou a morte de 15 militares russos. EFE