PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Polícia Federal realiza operação contra grupo que ameaçou Bolsonaro

31/12/2018 18h25

Rio de Janeiro, 31 dez (EFE).- A Polícia Federal realizou nesta segunda-feira uma operação contra um grupo que na semana passada avisou sobre uma bomba que tinha deixado em uma igreja em Brasília e que fez ameaças nas redes sociais contra o presidente eleito, Jair Bolsonaro.

A operação foi realizada às vésperas da posse de Bolsonaro como presidente e em coincidência com as intensas medidas adotadas para garantir a segurança na cerimônia desta terça-feira em Brasília, que amanheceu com várias ruas cercadas, reforços policiais e militares nas ruas.

A Polícia Federal informou que enviou vários de seus agentes para cumprir nesta segunda-feira sete mandados de busca e apreensão em residências de pessoas acusadas de integrar a organização que no dia 24 de dezembro avisou na internet que tinha deixado uma bomba em uma igreja de Brasília, que foi desativado pelas autoridades.

A instituição, no entanto, não divulgou o resultado da operação nem esclareceu se realizou detenções de pessoas que integram a organização e que podem responder a um julgamento por formação de quadrilha.

Os mandados foram cumpridos em Brasília e em cidades dos estados de São Paulo e Goiás.

O grupo, que na sua página na internet assegura ter nascido no México em 2011 e chegado ao Brasil em 2016, publicou nas redes sociais um vídeo da bomba que deixou na igreja.

A organização também publicou ameaças contra Bolsonaro, que no último mês de setembro passado foi esfaqueado durante um comício da sua campanha eleitoral.

O presidente eleito, que esteve hospitalizado 35 dias pelos ferimentos que sofreu no atentado, foi alvo de outras ameaças e sua segurança é um dos assuntos que mais preocupa os organizadores da cerimônia de posse. EFE

Internacional