PUBLICIDADE
Topo

Tribunal chinês cria aplicativo que alerta proximidade de devedores

24/01/2019 11h20

Pequim, 24 jan (EFE).- O Tribunal Superior de Justiça da província chinesa de Hebei criou um aplicativo para smartphone que identifica a presença de devedores em um raio de meio quilômetro de distância do usuário, informou nesta quinta-feira o jornal de Hong Kong "South China Morning Post".

O "Mapa de Devedores" proporciona informações sobre os inadimplentes privados, empregados de empresas ou organizações, e é integrado no aplicativo de mensagens WeChat, de uso majoritário na China e que abrange uma infinidade de funções, entre elas o pagamento com telefone celular e seu uso como rede social.

A fonte indicou que os usuários também podem dar ao tribunal qualquer informação sobre os devedores a seu ao redor que pudesse ser de interesse para a Justiça chinesa.

"O desenvolvimento e a aplicação do mapa podem ampliar a conexão e o conjunto de informações sobre devedores, e criar uma estrutura de honestidade social que limita aqueles que perdem a sua credibilidade de muitas formas", indicou o Tribunal Superior de Hebei em comunicado citado pelo jornal.

Esta iniciativa se soma à que o governo da China desenvolve desde 2011: um sistema de "crédito social" que avalia e pontua seus cidadãos, negócios e autoridades, e que pode chegar a influenciar ações da vida cotidiana como a aprovação de um empréstimo ou a permissão para embarcar em um avião.

Embora alguns chineses vejam com bons olhos a existência de "recompensas" por ser bom cidadão, o investigador de Anistia Internacional (AI) para a China Patrick Poon alerta que este sistema não é mais do que uma "prática de controle social em grande escala que legitima a classificação hierárquica dos cidadãos".

Por enquanto, o governo da China proporcionou muito pouca informação sobre este tipo de carteira de cidadania por pontos. EFE