PUBLICIDADE
Topo

Sobe para 84 o número de mortos em Brumadinho; 276 seguem desaparecidos

29/01/2019 20h26

Rio de Janeiro, 29 jan (EFE).- O número de mortos na tragédia provocada após o rompimento de uma barragem da Vale na última sexta-feira chegou a 84, enquanto as autoridades ainda buscam 276 desaparecidos, segundo o boletim divulgado nesta terça-feira pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

De acordo com o último balanço, apenas hoje foram achados 19 corpos, que se somaram aos 65 que tinham sido contabilizados ao final de segunda-feira, enquanto a lista de desaparecidos foi reduzida de 279 para 276 pessoas.

O porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, tenente Pedro Aihara, explicou que três dos corpos foram encontrados entre os destroços que restaram de um ônibus que foi sepultado pela enxurrada de lama gerada pelo rompimento da barragem.

Os bombeiros tinham concentrado desde segunda-feira os trabalhos na busca de vítimas que estavam no ônibus apesar de o veículo ter ficado em um lugar de difícil acesso e sepultado por toneladas de lama e de resíduos de vegetação.

"Tínhamos a expectativa de que acharíamos várias vítimas neste ônibus, mas confirmamos que só havia três, e terminamos as buscas no local", afirmou Aihara.

O porta-voz do Corpo de Bombeiros disse ainda que outros dois corpos foram achados em uma área em que os especialistas consideram como o mais provável destino das pessoas que estavam no refeitório da Vale na hora da tragédia.

A maioria das vítimas eram funcionários da Vale e a hora da tragédia coincidiu com o horário de almoço da companhia.

"Retiramos dois corpos que com certeza pertencem a vítimas que estavam no refeitório devido ao fato de que na área encontramos móveis semelhantes aos da instalação e dois cilindros de gás da cozinha", detalhou.

"Os corpos das pessoas que estavam no restaurante e foram arrastados devem estar espalhados por uma grande área, mas os encontrados hoje nos permitem concentrar as buscas em um lugar onde o número de vítimas deve ser grande", completou.

Segundo as autoridades, 114 das pessoas que aparecem na lista de desaparecidos são funcionários da Vale.

De acordo com o boletim divulgado pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, os peritos já conseguiram identificar 41 das 84 vítimas mortais confirmadas.

Os bombeiros informaram também que, desde que iniciaram as tarefas de busca de vítimas na própria sexta-feira, conseguiram resgatar 192 pessoas afetadas pela tragédia e localizar 391 que tinham sido consideradas inicialmente como desaparecidas. EFE