PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Outro deputado trabalhista deixa partido por divergências com Corbyn

22/02/2019 08h01

Londres, 22 fev (EFE).- O deputado do Partido Trabalhista do Reino Unido Ian Austin se tornou nesta sexta-feira no nono a deixar o partido por desacordos com o líder, Jeremy Corbyn, em particular por causa de sua gestão dos casos internos de antissemitismo e da guinada à esquerda dada pela legenda.

Em entrevista ao jornal local "Express&Star", o deputado por Dudley North (centro da Inglaterra) disse, apesar disso, que não tem intenção de se juntar ao Grupo Independente na Câmara dos Comuns, formado por outros oito deputados que abandonaram o Partido Trabalhista e três do Partido Conservador.

Estes dissidentes deixaram suas respectivas legendas nos últimos dias, alguns devido ao assunto do antissemitismo e outros pela posição de seus líderes no processo de saída da União Europeia (UE).

Ao justificar sua saída, Austin diz que tem se sentido "descontente" com a "cultura de extremismo, antissemitismo e intolerância" que, na sua opinião, se apoderou do principal partido da oposição sob a liderança do social-democrata Jeremy Corbyn.

"A esquerda dura domina agora o partido, estão se desfazendo de dezenas de deputados moderados que ganharam eleições e mudaram o país para melhor", concluiu Austin. EFE

Internacional