PUBLICIDADE
Topo

R. Kelly é oficialmente indiciado por 10 casos de abuso sexual

22/02/2019 18h22

Washington, 22 fev (EFE).- O cantor R. Kelly foi acusado formalmente nesta sexta-feira de dez acusações criminais por abusos sexuais contra três menores de idade, segundo informaram as autoridades de Chicago, nos Estados Unidos.

Kimberly Foxx, promotora do condado de Cook, que inclui Chicago, afirmou na entrevista coletiva na qual anunciou as acusações que os casos implicam "quatro vítimas", três das quais tinham menos de 17 anos no momento dos fatos.

Como consequência, foi emitida uma ordem de detenção contra o popular cantor e compositor.

Foxx tinha pedido publicamente que as supostas vítimas de R. Kelly se identifiquem para facilitar as investigações.

Kelly, de 52 anos e ganhador de três prêmios Grammy, negou constantemente as várias acusações de abusos sexuais e de pedofilia das quais foi alvo ao longo dos anos.

Nas últimas semanas, as acusações voltaram à tona após a transmissão de um documentário que levou as autoridades a interessar-se novamente por estes supostos crimes.

"Surviving R. Kelly" é o título do documentário de seis episódios que a emissora "Lifetime" transmitiu em janeiro sobre este artista de R&B que alcançou a fama nos anos 1990.

Quando tinha 27 anos, o cantor se casou de maneira ilegal com a cantora Aaliyah, que então tinha apenas 15 anos.

Em 2002 foi divulgado um vídeo no qual supostamente aparecia mantendo relações sexuais com uma menor, mas em 2008 foi absolvido do julgamento pela acusação de pornografia infantil. EFE