PUBLICIDADE
Topo

Ajuda humanitária à Venezuela retorna a depósito em Cúcuta

23/02/2019 22h03

Cúcuta (Colômbia), 23 fev (EFE).- A União Nacional para a Gestão do Risco de Desastres da Colômbia (UNGRD) informou neste sábado que a ajuda humanitária que tinha sido carregada em vários caminhões para ser levada à Venezuela foi levada de novo ao depósito de Tienditas.

"O processo é verificado pelo pessoal da Direção de Impostos e Alfândegas Nacionais (Dian) da Colômbia", segundo a UNGRD.

Em várias imagens divulgadas se observa os veículos estacionados no depósito com a carga ainda neles.

Em outras aparecem caminhões com uma lona para proteger a ajuda e funcionários da Dian monitorando o descarregamento.

No interior do depósito vários funcionários da UNGRD localizam bolsas brancas, marcadas com uma etiqueta que diz "doações", e dúzias de caixas fechadas.

O descarregamento aconteceu depois que dois veículos com ajuda humanitária foram queimados pela Polícia Nacional Bolivariana no lado venezuelano da ponte Francisco de Paula Santander, que liga o país com a Colômbia, segundo denunciou a deputada Gaby Arellano.

A ponte Santander conecta especificamente a cidade venezuelana de Ureña com a colombiana de Cúcuta, onde estão armazenadas toneladas de ajuda humanitária que o Governo de Nicolás Maduro se nega a aceitar, argumentando que se trata de um show político e que pode abrir passagem para uma invasão estrangeira. EFE