PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Okinawa faz plebiscito sobre polêmica transferência de base militar dos EUA

24/02/2019 06h25

Tóquio, 24 fev (EFE).- O Governo da cidade japonesa de Okinawa, no sudoeste do país, realiza neste domingo um plebiscito sobre a controversa transferência de uma base militar dos Estados Unidos na região.

O governador da província, Denny Tamaki, espera que a consulta, que não é vinculativa, demonstre a oposição local à mudança da base aérea de Futenma da Marinha americana, atualmente situada no centro urbano de Ginowan, na baía de Henoko, onde estão sendo feitos trabalhos de tomada de terreno ao mar, que os opositores denunciam por causa do seu impacto no meio ambiente.

Os eleitores devem escolher entre três opções na consulta: se se opõem, apoiam ou nem se opõem nem apoiam a realocação.

Cerca de 1,15 milhão de moradores em Okinawa com nacionalidade japonesa maiores de 18 anos podem exercer seu direito a voto.

Segundo números apurados pela emissora pública "NHK", em torno de 20% dos eleitores elegíveis votaram antecipadamente, enquanto a participação situava-se em torno de 7,6% às 11h (horário local).

A determinação da prefeitura local estipula que se a opção mais votada obtiver um quarto dos votos, o Governo local deve respeitar o resultado e comunicá-lo ao primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, e ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

A apuração de votos começa imediatamente depois do fechamento das urnas às 20h.

A região abriga, além disso, mais da metade dos cerca de 47 mil soldados que o exército dos EUA mantêm no Japão e 74% das suas instalações no país. EFE

Internacional