PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Akihito de Japão será "imperador emérito" após abdicação em abril

25/02/2019 08h27

Tóquio, 25 fev (EFE).- Os imperadores Akihito e Michiko do Japão receberão o título de "imperadores eméritos" uma vez que o chefe do Estado japonês abdique a favor de seu primogênito, Naruhito, fato que deve acontecer em 30 de abril, informou nesta segunda-feira a Agência da Casa Imperial japonesa.

A instituição publicou hoje um documento no qual recolhe os termos que serão usados, em japonês e inglês, em relação à sucessão imperial e que foram determinados após uma deliberação do Ministério das Relações Exteriores e o estudo do tratamento usado pelas famílias reais de outros países.

A instituição explicou que escolheu o termo "emérito" para "expressar admiração e respeito pelo acúmulo de experiências e conquistas" obtidas pelo casal imperial em 30 anos de reinado.

Akihito, de 85 anos, deixará o trono em 30 de abril, se tornando o primeiro imperador a abdicar em mais de 200 anos.

Naruhito, de 59 anos, se transformará em imperador um dia depois em um ritual a portas fechadas, enquanto a cerimônia oficial vai acontecer em 22 de outubro no Palácio Imperial de Tóquio diante de milhares de convidados e delegações internacionais. EFE

Internacional