PUBLICIDADE
Topo

Grupo de Lima condena ações deliberadas de Maduro contra entrada de ajuda

25/02/2019 18h18

Bogotá, 25 fev (EFE).- O Grupo de Lima condenou nesta segunda-feira as ações deliberadas do "regime ilegítimo" de Nicolás Maduro que, sem considerar o sofrimento da população da Venezuela, proibiu a entrada da ajuda internacional no país no sábado.

Os países que integram o Grupo de Lima se reuniram hoje em Bogotá, na Colômbia, para discutir o cerco diplomático a Maduro depois dos confrontos registrados na fronteira durante a tentativa de entrega de ajuda humanitária ao país.

O encontro contou com a presença do vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, e do autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, reconhecido como líder legítimo do país pelos governos que fazem parte do Grupo de Lima. EFE