PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Parlamento britânico debate e vota cinco emendas sobre o "Brexit"

27/02/2019 13h26

Londres, 27 fev (EFE).- O presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, escolheu nesta quarta-feira cinco emendas à moção neutra sobre o "Brexit" do governo do Reino Unido sobre as quais os parlamentares debaterão e se pronunciarão hoje.

Bercow selecionou cinco do total de 12 iniciativas apresentadas pelas bancadas do Parlamento, que determinarão o roteiro da saída do Reino Unido da União Europeia (UE) e informarão a opinião dos parlamentares.

Estas são a apresentada pelo Partido Trabalhista, na qual esboça um plano alternativo para materializar a ruptura, que passa por fazer parte de uma união aduaneira com o bloco comunitário.

Também foi aceita para o debate a emenda do deputado conservador Alberto Costa, na qual solicita a proteção dos direitos dos cidadãos comunitários, seja qual for o resultado das negociações entre Londres e Bruxelas.

Costa apresentou hoje sua renúncia como secretário parlamentar privado (PPS, na sigla em inglês) do Escritório da Escócia, por transgredir o protocolo que dita que um membro do Executivo não deve apresentar emendas a uma moção governamental.

Contudo, o ministro do Interior, Sajid Javid, adiantou hoje em um comitê parlamentar que o governo respaldará essa proposição.

O presidente da Câmara dos Comuns também aceitou a emenda do Partido Nacionalista Escocês (SNP), que defende que país não deve abandonar a UE sem acordo "sob nenhuma circunstância", e a da trabalhista Yvette Cooper.

Esta última procura garantir o compromisso adotado na véspera pela primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, sobre o qual os deputados poderão votar para estender o Artigo 50 do Tratado de Lisboa no dia 14 de março se previamente descartarem uma saída sem acordo.

Além disso, Bercow deu sinal verde para a emenda da conservadora Caroline Spelman e do trabalhista Jack Dromey, que pede tempo para que amanhã seja debatida a permissão à Câmara para legislar para descartar um "Brexit" sem acordo.

A votação destas cinco iniciativas começará a partir das 19h (horário local, 16h em Brasília) na Câmara dos Comuns, depois que ontem a premiê prometeu que seu plano do "Brexit" voltará a Westminster antes de 12 de março. EFE

Internacional