PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Pyongyang busca "resultados amplos e transcendentais" na cúpula de Hanói

27/02/2019 22h45

Seul, 28 fev (EFE).- Os meios de comunicação norte-coreanos repercutiram nesta quinta-feira (data local) o "agradável" primeiro encontro entre o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em Hanói, onde esperam que sejam alcançados "resultados amplos e transcendentais".

Os dois líderes começaram nesta quarta-feira sua segunda cúpula na capital vietnamita com um breve encontro de 20 minutos no Metropole Hotel, no qual "tiveram uma agradável conversa privada e um diálogo franco e sincero", segundo informou a agência estatal de notícias norte-coreana "KCNA" no seu resumo da primeira jornada.

Kim e Trump voltaram a se encontrar frente a frente após oito meses depois da sua cúpula de Singapura de junho de 2018, na qual ambos "aprofundaram seus sentimentos amistosos", e trocaram um "firme aperto de mãos", destacou a agência.

A "KCNA" informou das breves palavras que Kim e Trump dedicaram aos jornalistas antes da sua reunião, nas quais se mostraram otimistas sobre o resultado da atual cúpula e destacaram os obstáculos que tiveram que contornar para chegar até ali.

Esta "histórica" cúpula de Pyongyang e Washington, segundo a "KCNA", acontece "graças aos intensos desejos, os esforços ativos e a extraordinária determinação dos líderes da RPDC e dos EUA de pôr fim ao ciclo maligno de confronto e antagonismo e manter o ritmo da nova era de paz e prosperidade que chegou".

RPDC é a sigla de República Popular Democrática da Coreia, o nome oficial da Coreia do Norte.

A agência norte-coreana também citou o jantar posterior ao encontro entre Kim e Trump, que se desenvolveu "em um ambiente amistoso".

Kim e Trump se sentaram um junto ao outro em uma mesa-redonda disposta para eles e seus acompanhantes, na qual trocaram "opiniões sinceras e profundas" visando obter "resultados amplos e transcendentais em resposta à atenção e expectativas de todo o mundo que deseja o êxito da cúpula de Hanói".

Ambos voltarão a reunir-se hoje, jornada final desta cúpula de dois dias, que se espera que sirva para colher avanços na desnuclearização do regime norte-coreano, que quase não progrediu nos últimos meses devido à falta de um roteiro. EFE

Internacional