PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Oposição rejeita vitória de presidente senegalês, mas não vai contestar

28/02/2019 14h33

Dacar, 28 fev (EFE).- A oposição do Senegal rejeitou nesta quinta-feira a vitória do presidente Macky Sall nas eleições do último dia 24, mas adiantou que não impugnará os resultados.

Os quatro candidatos opositores que competiram com Sall nas urnas (Idrissa Seck, Ousmane Sonko, Issa Sall e Madicke Niang) se mostraram contra os resultados provisórios divulgados pela Comissão Nacional de Censo de Votos (CNRV), que dão a vitória para Sall, com 58,27% dos votos.

"Rejeitamos firmemente e sem qualquer reserva este resultado", afirmaram os políticos em comunicado conjunto.

Os candidatos tem 72 horas para apresentar recurso no Tribunal Constitucional, encarregado também de validar os resultados definitivos. Eles, porém, indicaram que não pretendem interpor recurso.

Com mais de 2,5 milhões de votos, Sall foi eleito para um segundo mandato de cinco anos e evitou o segundo turno ao conseguir mais da metade dos votos.

Como forma de precaução, um grande dispositivo de segurança foi desdobrado hoje em Dacar diante da possibilidade de confrontos pelo descontentamento dos apoiadores da oposição com os resultados. Pouco depois da divulgação desses dados, alunos da Universidade de Dacar e da Universidade de Thiès, a 60 quilômetros da capital e reduto de Idrissa Seck, fizeram uma manifestação. EFE

Internacional