PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Termina abruptamente e sem "nenhum acordo" a cúpula entre Trump e Kim

28/02/2019 04h42

Hanói, 28 fev (EFE).- A segunda cúpula entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, terminou nesta quinta-feira, mais de uma hora antes do previsto, e sem "nenhum acordo", assim como não assinaram a declaração conjunta que suas respectivas equipes vinham negociando.

Às 13h25 (horário local, 3h25 de Brasília), Trump deixou o local da reunião com Kim para se dirigir ao hotel onde esta hospedado e dar sua entrevista coletiva. Enquanto que o líder norte-coreano também se encaminhou para o seu.

"Não foi alcançado nenhum acordo neste momento, mas suas respectivas equipes voltarão a se reunir no futuro", disse a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, através de um comunicado.

O fim abrupto da cúpula aconteceu depois que a segunda reunião entre os líderes, que também foi estendida às suas respectivas delegações, durasse mais tempo do que o previsto.

Não houve o almoço de trabalho, assim como não aconteceu a assinatura de uma declaração conjunta, onde existia a expectativa de que os dois governos detalhassem possíveis novos compromissos sobre desnuclearização e até mesmo se comprometerem a assinar uma declaração de paz na península coreana e o início de relações diplomáticas.

Apesar do encerramento da cúpula sem um acordo, a porta-voz da Casa Branca descreveu como "muito boas" e "construtivas" as reuniões entre Trump e Kim.

"Os dois líderes falaram sobre várias maneiras de promover a desnuclearização e sobre conceitos baseados na economia", disse Sanders.

Nos dois encontros abertos aos veículos de imprensa, Trump e Kim mostraram boa sintonia e humor, e o líder norte-coreano até respondeu a várias perguntas de jornalistas americanos. EFE

Internacional