PUBLICIDADE
Topo

Acesso à Esplanada das Mesquitas é reaberto após incidentes

13/03/2019 07h39

Jerusalém, 13 mar (EFE).- A polícia de Israel permitiu nesta quarta-feira o acesso à Esplanada das Mesquitas, fechada e evacuada ontem após um ataque com coquetel molotov contra uma guarita policial e semanas de alta tensão na zona pela disputa sobre o uso de um edifício fechado.

Tantos os fiéis muçulmanos como os turistas puderam acessar o sagrado complexo, que abriga a mesquita de Al-Aqsa e a Cúpula da Rocha e é o terceiro lugar mais sagrado para o Islã e o segundo para o judaísmo.

Fontes policiais confirmaram à Agência Efe que a situação na Esplanada é de normalidade. A decisão de reabrir foi tomada na noite de ontem.

A polícia prendeu ontem dois adolescentes suspeitos de terem participado no ataque com coquetel molotov, que provocou um pequeno incêndio e ferimentos leves a uma agente por inalação de fumaça, informou a rádio israelense "Kan".

Quatro palestinos foram feridos nos enfrentamentos que seguiram ao incidente violento, informou o Crescente Vermelho (equivalente à Cruz Vermelha).

O enviado especial da ONU à região, Nickolay Mladenov, afirmou no Twitter que está seguindo de perto e com preocupação os eventos na Esplanada e afirmou: "Os lugares religiosos são para rezar, não para provocações e violência. É preciso mostrar contenção para evitar inflamar uma situação já por si tensa. Todas as partes devem respeitar o status quo".

O movimento islamita Hamas, por sua vez, pediu aos palestinos que compareçam à Esplanada, "rompam com as barricadas" impostas pela polícia israelense e "nunca renunciem ao direito a entrar livremente no complexo". EFE