PUBLICIDADE
Topo

Apenas 8% dos homicídios no Brasil são esclarecidos, segundo ONG

13/03/2019 13h10

Rio de Janeiro, 13 mar (EFE).- O Brasil, país onde anualmente são registradas mais de 60 mil mortes violentas intencionais, tem um dos mais altos níveis de impunidade do mundo e apenas 8% dos homicídios são esclarecidos, denunciou nesta quarta-feira a ONG Rio de Paz.

De acordo com a organização, enquanto em países desenvolvidos a maioria dos homicídios são punidos pela Justiça, no Brasil o número "deixa muito a refletir".

"Na Alemanha mais de 98% dos homicídios são punidos, no Japão mais de 95%, mas no Brasil apenas 8% são elucidados", informou à Agência Efe o teólogo Antonio Carlos Costa, fundador da ONG.

Costa tomou como referência o caso da vereadora Marielle Franco. A vereadora e o motorista do veículo no qual viajava, Anderson Gomes, foram assassinados em 14 de março de 2018 no Centro do Rio de Janeiro e até hoje o caso não foi totalmente esclarecido.

Após quase um ano do homicídio, na última terça-feira foram capturados e denunciados dois suspeitos de serem os autores materiais do crime, mas ainda se desconhece o autor intelectual.

"Queremos saber quem mandou matar a Marielle, queremos saber quem foram os autores intelectuais desse assassinato. Esse crime está inserido em um contexto muito grande de impunidade, como a maioria dos homicídios no Brasil", explicou Costa.

Para o ativista, o fato de a justiça não elucidar este tipo de caso faz com que os criminosos continuem a cometer crimes em liberdade porque "quem mata, quem manda matar, sabe que não será punido".

Costa cobrou ações concretas do governo e da Justiça que ajudem a diminuir os índices de homicídios. Segundo explicou, a média é de 30 assassinatos por cada 100 mil habitantes.

"Queremos metas mensuráveis, cronograma e compromisso do ministro da Justiça para que o Brasil alcance as estatísticas dos países desenvolvidos", comentou.

A denúncia da ONG foi acompanhada de um ato simbólico na Cinelandia, no Centro do Rio de Janeiro, onde ativistas montaram uma jaula gigante que simulava uma cela vazia que representava a impunidade.

A cela tinha mensagens em inglês e português que diziam "Quem mandou matar Marielle" e "Prisão vazia, mas a rua cheia de sangue".

Segundo a ONG Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil registrou em 2017 uma média de 175 homicídios por dia e o número de mortes violentas aumentou quase 3%, chegando a 63.880 homicídios. EFE