PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Ministro de Exteriores da Venezuela é boicotado durante discurso na ONU

14/03/2019 08h51

Viena, 14 mar (EFE).- Os representantes de vários países de Europa e das Américas abandonaram nesta quinta-feira a sala no momento no qual o ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, tomava a palavra na Comissão de Narcóticos da ONU, em Viena.

No gesto de rejeição ao ministro venezuelano participaram os representantes de vários países, entre eles membros do Grupo de Lima, criado em 2017 para buscar soluções para a crise na Venezuela.

Cerca de 20 representantes europeus e americanos, entre eles de Brasil, Estados Unidos, Canadá, Peru, França e Romênia, país que preside este semestre a União Europeia, abandonaram a sala quando o presidente da Comissão de Narcóticos anunciou a vez do discurso de do ministro venezuelano.

Esses países reconheceram o líder opositor Juan Guaidó como presidente autoproclamado da Venezuela.

No último dia 27 de fevereiro 20 governos boicotaram o discurso de Arreaza, no Conselho de Direitos Humanos da ONU, e abandonaram a sala assim que ele entrou no recito. EFE

Internacional