PUBLICIDADE
Topo

Polícia localiza plantação ilegal de maconha e seis são detidos no Colorado

14/03/2019 14h57

Denver (EUA), 14 mar (EFE).- Seis pessoas serão levadas diante de um tribunal do Colorado nesta quinta-feira depois que agentes federais e da polícia local realizaram uma operação ontem e descobriram uma plantação ilícita com cerca de mil pés de maconha.

Segundo o órgão encarregado da investigação (CBI), cerca de 200 uniformizados de diferentes agências realizaram ontem operações simultâneas em 13 residências de quatro cidades do Condado Mesa.

Na operação foram expropriadas, em apenas uma casa, mil plantas de maconha, com um valor estimado em US$ 1 milhão, assim como 40 quilogramas de maconha processada (cerca de US$ 330 mil) e várias armas de fogo.

O forte temporal de vento e neve que castigou o Colorado na quarta-feira impediu uma equipe especializada de chegar a imóveis localizados em zonas mais isoladas para avaliar a quantidade de maconha nesses locais.

Segundo o CBI, esse processo e a posterior destruição da maconha começarão hoje.

Os detidos foram identificados como Martín Acosta, de 50 anos; Armando Hernández, de 27; Armando Bandomo, de 51; Yoann Esquarosa-Aguila, de 40; George Albino Gonzales, de 71, e Álvaro González-Molina, de 43. Suas nacionalidades não foram reveladas.

Os seis foram levados à prisão do Condado Mesa e, segundo o promotor Dan Rubinstein, do 21º Distrito Judicial do Colorado, enfrentam acusação de posse e produção de maconha com a tentativa de distribuí-la e de cultivo ilegal de maconha.

A informação oficial indica que, em novembro de 2018, a Agência Antidrogas dos Estados Unidos (DEA) contatou ao xerife do Condado Mesa por suspeitas de plantação ilegal de maconha em uma casa desse condado com alto uso de eletricidade.

As investigações apontou para supostas plantações ilícitas em Glade Park, Grand Junction, Clifton e Fruita.

Na maioria dos casos trata-se de propriedades de várias hectares, em locais poucos povoados ou de difícil acesso.

Segundo o CBI, em tais imóveis o uso de eletricidade era de 10 a 30 vezes superiores à média na zona.

John Camper, diretor do CBI, explicou que os detidos "operavam por fora dos parâmetros legais" que regulam a produção e venda de maconha recreativa no Colorado desde 2014.

Estas detenções, disse Camper, "enviam uma mensagem a qualquer um que pensa que começar um cultivo ilegal é uma boa ideia".

Camper afirmou que as investigações continuam e que "haverá mais detenções" relacionadas com este caso. EFE