PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump se diz negativamente surpreso com negociações do "brexit"

14/03/2019 14h26

Washington, 14 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se mostrou nesta quinta-feira negativamente "surpreso" com as negociações para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), processo conhecido como "brexit", mas se opôs a um segundo referendo por considerá-lo "injusto".

"Estou surpreso por quão ruim foi. Acredito que poderia ter sido negociado de maneira diferente", disse Trump na Casa Branca antes de se reunir com o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, que realiza uma visita oficial a Washington.

O líder, que se mostrou a favor do "brexit" antes da realização do referendo em 2016, afirmou que "agora é um assunto muito complexo, está dividindo o país, de fato está atingindo muitos países e é uma pena que tenha que ser assim".

Além disso, Trump garantiu que tinha conversado com a primeira ministra britânica, Theresa May, para dar conselhos a respeito.

"Dei à primeira-ministra minhas ideias sobre como negociá-lo, ela não escutou", disse.

Perguntado sobre a possibilidade da convocação de um segundo referendo no Reino Unido para reconsiderar a decisão de sair do bloco de países europeus, Trump afirmou ser contra, já que seria "injusto".

O Parlamento britânico descartou nesta quarta-feira sair da União Europeia (UE) em qualquer momento e circunstância sem acordo, o que faz uma prorrogação do "brexit" a única opção viável.

Por 321 votos a favor e 278 votos contra, os deputados apoiaram a moção emendada não-vinculativa do Governo britânico que estende a rejeição a um "brexit" sem acordo não só até 29 de março, data atualmente fixada para a sua saída, mas em qualquer caso. EFE

Internacional