PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Enviado de Guaidó toma controle do consulado da Venezuela em Nova York

18/03/2019 18h48

Washington, 18 mar (EFE).- O representante diplomático de Juan Guaidó nos Estados Unidos, Carlos Vecchio, anunciou nesta segunda-feira que tomou o controle do consulado da Venezuela em Nova York, da aditância militar do país em Washington e de outro edifício que no passado abrigou a aditância militar e naval.

"Hoje informo a todos os senhores que estamos tomando o controle de três ativos da República", disse Vecchio na sede da aditância militar venezuelana durante uma entrevista coletiva.

O representante explicou que a tomada da aditância militar foi possível graças ao coronel José Luis Silva Silva, que em janeiro anunciou que, como adido militar da embaixada da Venezuela, tinha decidido jurar lealdade a Guaidó como presidente interino e romper com o governante Nicolás Maduro.

O coronel também estava presente na entrevista coletiva, que inicialmente seria realizada fora do edifício, mas que teve que ser transferida ao interior devido ao protesto barulhento de um grupo de ativistas que chamavam Vecchio de "ladrão".

Vecchio informou que a operação para tomar o controle do consulado de Nova York foi liderada por Gustavo Marcano, que cumpre as funções de ministro conselheiro nos EUA e foi prefeito do município Diego Bautista Urbaneja, situado em Lechería, no estado de Anzoátegui (Norte da Venezuela).

Os EUA foram o primeiro país do mundo a reconhecer Guaidó como presidente interino da Venezuela, depois que o chefe do Parlamento venezuelano se autoproclamou como tal em janeiro. Em resposta, Maduro rompeu relações diplomáticas com Washington e ordenou a saída de todos os seus diplomatas do território americano. EFE

Internacional