PUBLICIDADE
Topo

Estado de Nova York reforça segurança após ataque na Holanda

18/03/2019 16h34

Nova York, 18 mar (EFE).- O estado de Nova York reforçou nesta segunda-feira a segurança em aeroportos, estações de trem, pontes e túneis devido ao ataque a tiros ocorrido em Utrecht, na Holanda.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, anunciou em comunicado que ordenou "por precaução" uma maior presença policial em locais de "alto perfil" do estado e enviou condolências aos três mortos na tragédia ocorrida perto de um bonde da cidade holandesa.

O chefe da Polícia de Nova York (NYPD), James O'Neill, disse no Twitter que o ataque não tinha qualquer ligação com a cidade, mas ressaltou que acompanhava de perto os eventos na Holanda.

"O horrível ataque a tiros em um bonde de Utrecht é outra cicatriz na alma das pessoas do planeta, além de uma afirmação do medo e da ansiedade que sentem diante da divisão e do ódio", escreveu Cuomo, que já tinha ordenado um reforço da segurança após o ataque a duas mesquitas na Nova Zelândia na sexta-feira.

Após várias horas de busca, a polícia da Holanda prendeu Gökmen Tanis, de 37 anos. Nascido na Turquia, ele é considerado o principal suspeito do ataque.

Há três dias, por causa do atentado cometido por um supremacista branco contra duas mesquitas da cidade de Christchurch, que deixou 50 mortos na Nova Zelândia, o estado e a cidade de Nova York já tinham reforçado a segurança de seus principais pontos turísticos.

Além disso, Cuomo determinou uma maior presença policial nos templos religiosos da cidade. Já a NYPD passou a monitorar as mesquitas nos horários de oração para garantir que a liberdade religiosa fosse exercida sem medo. EFE