PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Kazim-Zhomar Tokayev é confirmado como novo presidente do Cazaquistão

20/03/2019 05h21

Astana, 20 mar (EFE).- Kazim-Zhomar Tokayev foi confirmado nesta quarta-feira como presidente do Cazaquistão, após a renúncia no dia anterior de Nursultan Nazarbayev, que governou o país por quase três décadas.

Tokayev, que assumiu a chefia do Estado na sua condição de presidente do Senado, fez o juramento do cargo em reunião plenária das duas câmaras do Parlamento.

"Eu juro solenemente servir o povo do Cazaquistão, cumprir rigorosamente a Constituição, garantir os direitos e liberdade dos cidadãos e exercer fielmente as altas responsabilidades de presidente da República do Cazaquistão que me foram confiadas", afirmou o novo líder.

Segundo a Constituição cazaque, Tokayev ficará no poder até abril de 2020, quando termina o mandato para o qual seu antecessor foi eleito.

Em seu discurso de posse, o novo presidente cazaque, de 65 anos, destacou que a decisão de Nazarbayev de renunciar é "um sinal de sua grandeza como político de significado global e histórico".

"A República do Cazaquistão deve todas as suas conquistas e sucessos, e em particular sua sagrada independência, a Nursultan Nazarbayev", completou.

Tokayev lembrou que seu antecessor, de 78 anos, segue ocupando os cargos de presidente do Conselho de Segurança do Cazaquistão e do partido governista Nur Otan.

"A opinião do 'Elbasi' (líder da nação) terá prioridade no desenvolvimento e adoção de medidas de natureza estratégica", disse.

Em 2010, o parlamento cazaque concedeu a Nazarbayev o título vitalício de "Elbasi".

"Considero essencial perpetuar o nome do nosso grande contemporâneo, o primeiro presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, da seguinte forma: nossa capital deve ter o nome de nosso presidente e ser chamada de Nursultan", propôs Tokayev. EFE

Internacional