PUBLICIDADE
Topo

Paraguai extradita ao Brasil suposto membro do PCC

22/03/2019 13h02

Assunção, 22 mar (EFE).- O Paraguai expulsou nesta sexta-feira o brasileiro Jefferson William Penha da Silva, suposto membro da facção criminosa Primeiro Comando Capital (PCC), sobre o qual pesam duas ordens de prisão no estado do Paraná, informou o Ministério do Interior em comunicado.

Jefferson não tinha registro de entrada ao Paraguai, nem residência fixa ou temporária no país, por isso as autoridades migratórias alegam que ele entrou em território paraguaio de maneira irregular.

A Direção de Migrações considerou que sua entrada no país foi ilegal e as duas ordens de prisão violam a lei migratória do Paraguai.

Jefferson fugiu de uma prisão do Brasil em setembro de 2017 junto com cerca de 20 presos.

A expulsão do brasileiro se deu a pedido do vice-ministro de Segurança Interna do Ministério do Interior, Hugo Sosa, e foi organizada pelo diretor-geral de Migrações, Alexis Penayo.

A alto número de criminosos brasileiros, tanto do PCC como do Comando Vermelho (CV), nas prisões paraguaias impulsionou as autoridades a agilizar os processos de extradição aos países nos quais são requeridos pela Justiça.

As autoridades paraguaias estimam que cerca de 400 brasileiros integrantes de facções criminosas cumprem pena no Paraguai, segundo dados do governo. EFE