PUBLICIDADE
Topo

Sobe para 44 o número de mortos em explosão em fábrica na China

22/03/2019 00h28

Xangai (China), 22 mar (EFE).- O número de mortos pela explosão ocorrida na quinta-feira em fábrica de produtos químicos da cidade de Yancheng, na província de Jiangsu (China), subiu para 44, segundo os últimos dados divulgados nesta sexta pelas autoridades locais.

Informações publicadas pela imprensa oficial chinesa citando as autoridades locais falam de 90 feridos, 32 deles em estado crítico e 58 graves, pela explosão que aconteceu por volta das 14h48 (hora local) de ontem, após um incêndio em uma fábrica de pesticidas da zona industrial.

A explosão foi tão forte que alguns edifícios das fábricas próximas desmoronaram, destruiu janelas de imóveis vizinhos, além de provocar um pequeno terremoto de 2,2 graus de magnitude na escala Richter.

Os funcionários ficaram presos por conta dos desmoronamentos dos prédios e, segundo as equipes de resgate, até o momento foram resgatadas pelo menos 88 pessoas.

Testemunhas citadas pela agência de notícias chinesa "Xinhua" disseram que viram "muitos trabalhadores deixando a fábrica correndo e cobertos de sangue".

As imagens divulgadas pela mídia local mostram uma grande nuvem de fumaça como resultado da explosão, enquanto que outro vídeo mostra a fábrica, ou um edifício vizinho, salta pelos ares.

De acordo com a publicação feita ontem pelo jornal de Hong Kong "South China Morning Post", a empresa proprietária da fábrica onde começou o incêndio tinha recebido seis sanções administrativas por violar a legislação de gestão de resíduos, impacto ambiental e poluição do ar.

Os acidentes são frequentes no setor industrial chinês, onde, apesar das novas iniciativas, as regulamentações permanecem frouxas.

No final de novembro do ano passado, pelo menos 22 pessoas morreram e outras 22 ficaram feridas em uma explosão perto de uma fábrica de produtos químicos na cidade de Zhangjiakou. EFE