PUBLICIDADE
Topo

Chega a 135 número de mortos no massacre interétnico no Mali

24/03/2019 06h49

Bamaco, 24 mar (EFE).- O número de pessoas mortas ontem em um ataque contra o povoado de Ogossagou, no centro do Mali, já chega a 135 pessoas, todos eles de etnia peul, assassinados supostamente por caçadores de etnia bambara conhecidos tradicionalmente como "donzos".

Autoridades locais disseram à Agência Efe que, até o momento, 90 mortos foram enterrados, mas ainda faltam cerca de 50 corpos, totalmente carbonizados.

Entre as vítimas deste povoado de pastores da região de Mopti há vários idosos, mulheres e crianças, que não conseguiram escapar dos donzos que tinham rodeado o povoado e queimado cerca de 400 casas.

O presidente do Mali, Ibrahim Boubacar Keita, convocou um conselho de ministros extraordinário hoje às 10h hora local e ordenou uma investigação sobre este massacre de civis, a mais grave dos últimos anos.

Na região é esperada uma missão do Comitê Internacional da Cruz Vermelha que também vai fazer parte da investigação, supostamente ao lado do governo. EFE