PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Presidente cubano envia nota de boas-vindas a Charles e Camilla

25/03/2019 12h06

Havana, 25 mar (EFE).- O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, enviou uma saudação de boas-vindas ao príncipe Charles da Inglaterra, herdeiro da coroa do Reino Unido, e sua esposa Camilla, duquesa da Cornualha, que serão recebidos por ele nesta segunda-feira no Palácio da Revolução em Havana.

"Cuba dá as boas-vindas ao príncipe Charles e à sua esposa, a duquesa Camilla da Cornualha. Nos honra recebê-los e mostrar com orgulho a nação que somos", escreveu o presidente cubano no Twitter.

Díaz-Canel anunciou que receberá o casal real nesta segunda-feira, com quem manterá conversas. Além disso, o presidente destacou que a visita expressa "o bom estado" das relações entre Cuba e o Reino Unido.

O jornal "Granma" - órgão oficial do Partido Comunista de Cuba - destaca em sua capa de hoje a chegada de Charles e Camilla e afirma que Cuba reconhece o "tradicional apoio" do Reino Unido à resolução que a ilha apresenta todos os anos na ONU contra o embargo econômico imposto pelos Estados Unidos.

Além disso, o jornal menciona que Cuba agradece o "papel positivo" do Reino Unido "no desenvolvimento de uma relação construtiva e respeitosa" da ilha com a União Europeia.

O herdeiro da coroa britânica e sua esposa Camilla chegaram ontem a Havana na primeira viagem oficial à ilha de membros da realeza britânica.

A visita faz parte do processo de aproximação dos vínculos bilaterais iniciado em 2016 com a viagem a Cuba do então Secretário de Estado para Assuntos Exteriores e atual ministro de Fazenda do Reino Unido, Philip Hammond, a primeira de uma autoridade desse nível após o triunfo da Revolução Cubana.

Hammond recebeu Díaz-Canel em novembro durante uma escala do governante cubano na Inglaterra, quando retornava de uma viagem à Rússia e por países asiáticos.

O príncipe Charles e sua esposa Camilla chegaram a Cuba procedentes de Granada, dentro de uma excursão de dez dias pelo Caribe que também passou por São Vicente e Granadinas, São Cristóvão e Nevis, e será concluída na próxima semana nas Ilhas Cayman.

O primeiro ato público do casal real britânico na capital cubana foi uma homenagem ao herói independentista José Martí diante de seu monumento na emblemática Praça da Revolução.

Hoje, a agenda intensa e diversa dos representantes da realeza britânica começará com um percurso pelo centro histórico de Havana.

Os dois também manterão um encontro com uma representação dos empreendedores que promovem um incipiente movimento de negócios e pequenas empresas privadas no país caribenho e para o fim do dia está previsto o encontro com o presidente Miguel Díaz-Canel e as conversas oficiais.

Segundo fontes diplomáticas britânicas, a visita de alto nível reflete o bom estado das relações entre o Reino Unido e Cuba, que procura estimular ainda mais o desenvolvimento dos vínculos dentro de uma filosofia de "diplomacia construtiva". EFE

Internacional