PUBLICIDADE
Topo

Israel restringe atividades perto de Gaza após lançamento de 30 foguetes

26/03/2019 03h05

Jerusalém, 26 mar (EFE).- As autoridades de Israel limitaram as atividades civis nas comunidades próximas à Faixa de Gaza, após o lançamento na noite desta segunda-feira por milícias palestinas de ao redor de 30 foguetes e bombas, que não causaram vítimas e foram respondidos com bombardeios de alvos militares.

Nas comunidades próximas à faixa o Comando da Frente Interior ordenou que as escolas fiquem fechadas, que os adultos não trabalhem salvo se têm um refúgio antiaéreo muito perto e limitou os serviços públicos.

Também proibiu as reuniões de mais de 300 pessoas em espaços fechados e ordenou que não realizem trabalhos agrícolas.

As medidas afetam os conselhos regionais de Hof Ashkelon, Merhavim e Bnei Shimon, e as cidades de Netivot, Ofakim e Ashkelon.

A situação obrigou o primeiro-ministro, Benjamín Netanyahu, a suspender a viagem que tinha iniciado a Washington, onde se encontrou com o presidente Donald Trump, e retornou antes do previsto para acompanhar a situação de segurança em Israel, aonde espera-se que chegue nesta amanhã. EFE