PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Rouhani diz que decisão dos EUA sobre Golã não tem precedentes no século

26/03/2019 13h12

Teerã, 26 mar (EFE).- O presidente do Irã, Hassan Rouhani, denunciou nesta terça-feira que a decisão dos Estados Unidos de reconhecer a soberania de Israel nas Colinas de Golã é um ato da época colonial que "não tem precedentes no século atual".

Rouhani disse que a medida adotada pelo presidente americano, Donald Trump, é similar às tomadas por algumas "potências coloniais" no passado, que entregaram "uma parte de um país para outro".

"Ninguém podia imaginar que um homem nos Estados Unidos outorgaria unilateralmente um terreno pertencente a certa nação, a um usurpador, violando os direito internacional", disse o presidente iraniano, de acordo com o canal de TV estatal.

Trump assinou ontem um decreto reconhecendo formalmente controle israelense das Colinas de Golã ocupadas pela Síria e justificou essa medida com as agressivas "ações" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

O Irã é o principal aliado regional do regime sírio de Bashar al-Assad e prestou apoio com assessoria militar e de efetivos durante a guerra, o que preocupa especialmente Israel.

Com essa decisão, os Estados Unidos são o primeiro país a reconhecer a soberania de Israel em uma área ocupada pela Síria desde a Guerra dos Seis Dias, em 1967, e que foi anexada em 1981, apesar da rejeição da comunidade internacional.

A Organização das Nações Unidas (ONU) ressaltou ontem que a decisão de Trump não muda em nada o status das Colinas de Golã, onde a organização tem uma missão de paz desde 1974. EFE

Internacional