PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Parlamento britânico aprova adiamento do Brexit para depois de 29 de março

27/03/2019 19h02

Londres, 27 mar (EFE).- O parlamento do Reino Unido aprovou nesta quarta-feira, por 441 votos a favor e 105 contra, a prorrogação do Brexit até o dia 22 de maio, caso o acordo de saída seja aprovado antes disso, ou até 12 de abril, se um pacto não for referendado.

Com essa votação, a Câmara dos Comuns deu sua aprovação para que sejam transferidas à legislação britânica as novas datas estabelecidas por Bruxelas para materializar o Brexit, depois que o governo solicitou um adiamento até 30 de junho que foi rejeitado.

Deste modo, o dia inicial previsto para a ruptura entre o Reino Unido e a União Europeia (UE) de 29 de março fica oficialmente descartado.

O texto referendado pelos deputados prevê a extensão da validade do Artigo 50 do Tratado de Lisboa até 22 de maio, em virtude do qual se iniciaram em 29 de março de 2017 os dois anos de negociações do Brexit, desde que o parlamento assine o acordo de saída da primeira-ministra Theresa May.

Tudo indica que o governo planeja voltar a submeter esse documento à votação nesta sexta-feira, se assim permitir o presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, depois de ter sido descartado em janeiro por uma margem de 230 votos e em março por uma de 149.

Bercow lembrou hoje ao governo que esse texto só poderá ser submetido a uma terceira votação se tiver incorporado "mudanças substanciais".

Se os parlamentares não apoiarem o pacto, a legislação aprovada hoje pela Câmara estabelece que a data de ruptura entre Londres e Bruxelas será 12 de abril.

Os deputados se pronunciarão também nesta quarta-feira em uma série de "votações indicativos" sobre oito possíveis alternativas do Brexit, entre as quais estão incluídas uma saída sem acordo, uma união aduaneira, o cancelamento da saída da UE e um novo referendo. EFE

Internacional